quinta-feira, 22 de junho de 2017

A história de uma 'Super Woman' - ou de uma grande mulher!


No ano passado na #MuseumWeek houve um dia destinado às pessoas importantes nos museus e tivemos o prazer e a honra de destacar nosso colega Luis Antonio que muito nos ajuda no dia a dia aqui no trabalho. Mas há muitos mais que fazem muito por aqui e o pensado por esta organização neste ano era homenagear uma outra pessoa tão importante quanto ele – que, por acaso do destino, é de fato, sua esposa. Trata-se de Mercia Correia Freire, nossa Restauradora e Conservadora, que parece que encontrou sua alma gêmea aqui mesmo no museu: ela é pessoa especialíssima, também sempre pronta a ajudar quem quer que necessite, seja no trabalho, seja na vida pessoal, a todo instante.

Mas os temas do evento mudaram neste ano e pensamos como faríamos a homenagem. E parece que a #MuseumWeek pensou direitinho como nós e dedicou não apenas um dia mas toda a semana a elas, as mulheres que fazem muito pelos museus e pelo mundo todo. E percebemos que, realmente, nossa colega Mercia é uma mulher que merece toda essa deferência: amiga, atuante, presente, sem deixar a ternura, o carinho e o amor ao próximo de lado. Ela está sempre junto de quem precisa, não tolera injustiças e procura ser profissional sempre, mas humana acima de tudo.

Condecorada na renovação do Arquivo Histórico e Biblioteca em 2014.


Sua história profissional em nosso museu começa bem cedo: veio estagiar aqui muito jovem - com apenas 15 anos - e apenas dois anos após a abertura do museu, em 1984, pelo projeto “Patrulheirismo para Atendimento ao Público” e logo ficou na linha de frente da recepção aos visitantes, se saindo muito bem, já que é muito simpática. Contratada pela Fundação Pró-Memória em 1987, desenvolve um lado todo seu, de cuidados com o Museu Casa, participando na prática das ações na área de conservação e, aos poucos, foi se aperfeiçoando. Hoje responde por todas as rotinas de conservação tanto das peças de nosso Acervo Museológico quanto do Acervo Documental e Bibliográfico, além dos dois prédios que compõem o museu – a Casa Histórica e a Casa de Bernardina. Nada escapa da profissional que conhece como ninguém todos os cantinhos, detalhes e materiais das casas, móveis, objetos, indumentária e outros itens, e sabe muito bem ensinar e instruir a sua equipe de apoio como o serviço deve ser bem feito e bem mantido.

Além disso tem cursos em restauração em papel, auxilia nos contratos administrativos que tenham a ver diretamente com seu trabalho e também apoia ações educativas no museu. Ufa, mas é uma ‘Super Woman' não é?

Em seu aniversário comemorado no mesmo mês da diretora Elaine Carrilho
e de nosso colaborador Josivaldo Araújo.


É sim. Para que vocês saibam ainda mais, Mercia não ficou satisfeita com tudo que viu e aprendeu por aqui, com as funções de mãe, dona de casa, esposa e avó que já é, e que curte muito sê-lo. No ano passado concluiu muito feliz sua graduação em Pedagogia e promete que ainda tem muito para fazer! Ninguém duvida de “Dona” Mercia: ela não pára por qualquer coisinha e está sempre animada com a vida. É por mulheres como ela que o mundo vai para a frente sempre, temos certeza. E também é por existirem pessoas como ela em nossos museus que eles avançam com toda sua simplicidade e beleza. Uma salva de palmas a quem, de verdade, faz!

#StoriesMW #WomenMW #MuseumWeek

Um comentário:

  1. Além de tudo isso, é e sempre foi atuante e militante pelas causas dos servidores, dos trabalhadores e pela justiça social.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar. Sua visita é muito importante para nós!