segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Uma caminhada esportiva e histórica

Tudo começou com um passeio nostálgico no famoso bonde de Santa Teresa. Na imagem, Lucimar Straud,
André Angulo e Marcos Lopes, mestres de cerimônia e guias da caminhada. Foto Chris Souza.

Em nosso museu, quando pensamos na realização de um evento, sempre avaliamos seu aspecto cultural, educativo, lúdico, histórico, audio e visual, etc. Por estarmos dentro de um parque que faz parte da Mata Atlântica, alguns também envolvem aspectos ecológicos e sustentáveis, de conscientização ambiental, tão importantes nos dias de hoje. Neste ano, em razão das Olimpíadas Rio 2016, envolvemos também o aspecto "esportivo" da coisa, já que era importante mobilizar as pessoas em torno do grande acontecimento que ocorreu em nossa cidade. Foi fácil então nos basearmos no "Circuito Sítios Históricos da República", que é realizado em parceria com o Museu da República, e passa por alguns lugares importantes da história da república brasileira, tais como nosso museu - casa do "Fundador da República" - a Casa de Deodoro - primeiro presidente do novo regime - o Palácio do Itamaraty - primeira sede da República - e o Palácio do Catete, antiga chácara de um rico fazendeiro, remodelada para abrigar os novos presidentes. Pensando nesta verdadeira "maratona" pelo Centro do Rio, criamos um percurso menor, para ser feito à pé, mas ainda assim bastante interessante do ponto de vista histórico - e "puxado" em se tratando do aspecto esportivo: e realizamos a nova Caminhada Olímpica Republicana.

No segundo dia de caminhada, houve uma pequena visita ao Acervo da Estação dos Bondes.

Foram duas edições, nos dias 9 e 16 de agosto. O ponto de encontro foi a Estação dos Bondes de Santa Teresa, localizada no Centro do Rio. Funcionando em "operação assistida", os novos bondes ficaram encarregados de trazer os dois grupos para a caminhada até o museu, o que já foi uma emoção e tanto para quem nunca andou de bondinho, e para quem já não andava há muitos anos.


Nossa diretora, Elaine Carrilho, com os kits promocionais da Caminhada Olímpica Republicana.
Tal iniciativa partiu da própria Secretaria de Transportes do Estado do Rio de Janeiro, que nos ofereceu todo o apoio necessário ao transporte dos grupos via bonde. Do Largo do Guimarães, onde o bonde hoje finaliza seu percurso, um primeiro trajeto pelas ruas de Santa Teresa foi feito até nosso museu, onde um frugal café da manhã - ao estilo dos atletas - aguardava os participantes.

O primeiro grupo, em nosso museu: disposição e interesse cultural e histórico.

Acompanhados por nosso servidor Henrique Florêncio, e por nosso historiador, Marcos Lopes, foi feito um passeio pelas trilhas de nosso parque - enfocando a Área de Proteção Ambiental - APA - de Santa Teresa, onde nosso museu está inserido, sem esquecer de um bocado de exercício - e em seguida uma visita à casa histórica de Benjamin Constant. Partindo daqui, o grupo de nobres caminhantes, pisou as "ladeiras de Santa", seguido pelo bairro da Glória, em direção ao Palácio do Catete, no bairro de mesmo nome.


O segundo grupo que participou da caminhada, na escadaria da Igreja Positivista, no bairro da Glória. Foto Chris Souza.

Passando por diversas vistas de nossa bela cidade, um pouco de história e algumas curiosidades foram contadas aos grupos pelo museólogo e guia de turismo Andre Angulo, do Museu da República. A etapa mais desafiadora da caminhada veio nesta parte, até uma parada no Igreja Positivista do Brasil - antigo Templo da Humanidade - localizada na Rua Benjamin Constant, no bairro da Glória, erguido em função da Doutrina Positivista, base do pensamento de grande parte dos intelectuais brasileiros, tais como Miguel Lemos, Cândido Rondon, Júlio de Castilhos e Demétrio Ribeiro, além de nosso patrono. Chegando lá, houve uma apresentação de Alexandre Martins, Presidente da casa, e de Christiane Souza, Diretora de Patrimônio da entidade, que está em processo de restauração - veja este post - ressaltando que o pensamento positivista foi a origem de vários ideais republicanos. Em seguida, deu-se continuidade à caminhada até o Palácio do Catete.

Na segunda caminhada foi possível dar uma passadinha pelo Outeiro da Glória. Foto Chris Souza.
Um breve passeio pela Igreja do Outeiro da Glória foi feito na segunda caminhada, oportunidade em que os participantes puderam usar o plano inclinado da Igrejinha, que funciona perfeitamente, ensejando a lembrança do Plano Inclinado que existia antes dos bondes aqui mesmo, em frente ao nosso museu casa - veja este post. A beleza da construção e da vista do local encantaram a todos.


Em um dos salões do Museu da República, o quadro "A Pátria", de Pedro Bruno, lembra a confecção da
primeira bandeira nacional e o sentimento cívico que existia então. Foto Chris Souza.

Palco da "Velha República" - período de 1889 a 1930 - e também da "nova", até o Presidente Juscelino Kubitschek, em 1960, o Palácio do Catete hoje abriga o Museu da República, que tem por missão guardar a memória republicana de nosso país desde seu nascedouro. O prédio - inicialmente sede de uma chácara - foi erguido por Antonio Pinto, o Barão de Nova Friburgo. E em 1896, durante o mandato de Prudente de Moraes - primeiro Presidente civil de nosso país - foi adquirido pelo Governo Federal para sediar a Presidência da República. A imponência dos salões do Palácio impressiona. E não há como não se lembrar de fatos históricos relevantes que tiveram lugar no prédio, tais como os dois governos do Presidente Getúlio Vargas, onde ele suicidou-se em 1954, abrindo espaço para um novo ciclo político em nossa história.


Avaliamos esta realização como muito positiva, por vários motivos: os cariocas presentes aos passeios, além de conhecerem mais de sua cidade, aproveitarem de uma parte antiga e tradicional em Santa Teresa, também ficaram sabendo do pensamento dos herois republicanos, além dos primeiros anos do novo regime já no palácio do governo construído para tal. Foi uma oportunidade sem par de exercitar as pernas e o cérebro num mesmo momento, aproveitando um caminho com paisagens históricas e turísticas da melhor qualidade.

Nota importante: os dois museus envolvidos planejam a retomada desse formato do Circuito e já estão pensando em nova data para repetir a caminhada em breve!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar. Sua visita é muito importante para nós!