terça-feira, 2 de agosto de 2016

Um evento e tanto - Projeto HOBRA




Todos sabem que as Olimpíadas trouxeram enorme visibilidade a nossa cidade, uma megalópole complexa. Um dos destinos preferidos do turismo interno e externo, e sediando um evento desta magnitude, o Rio só poderia atrair uma série de atividades artístico culturais. Foi assim que nasceu o Projeto HOBRA, uma residência artística realizada durante todo o mês de julho entre fotógrafos, pintores, escultores, dançarinos, performers, ilustradores, atores, etc., holandeses e brasileiros. Resultado do convite da Holanda ao Brasil por ocasião do calendário cultural olímpico, no Rio de Janeiro. Organizado a pedido do Ministério da Educação, Ciência e Cultura e do Ministério das Relações Exteriores holandeses. O programa cultural HOBRA é um esforço colaborativo de seis fundos culturais holandeses.

A primeira parte da peça "Invisível", encenada na
alameda principal de nosso parque.


Os contatos e a maior parte das exposições e eventos tiveram lugar no Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo, instituição parceira e vizinha de nossa rua em Santa Teresa. Deste modo os participantes acharam por bem incluir também nosso museu no pequeno "circuito" deste domingo, dia 31/07, encerrando com chave de ouro uma correspondência cultural muito intensa e da melhor qualidade.

Na segunda parte os atores se posicionaram nas sacadas
de dois quartos de nossa Casa Histórica.

Nosso museu recebeu a peça teatral "Invisível", criada e dirigida por Jörgen Tjon Fong e Patrick Pessoa. Houve poucos ensaios, muito trabalho e apenas três sessões do espetáculo, cujo objetivo maior era o de comemorar o sucesso da colaboração entre profissionais de diversas áreas ligadas ao teatro. A dramatização passou por todo nosso museu parque, com o público perambulando entre pontos onde os atores encenavam sketches. A ideia, além de valorizar o percurso de nosso museu, tornou-se surpreendente, tanto para o público quanto para os atores, já que percorrer um caminho em busca de reflexões sobre diversos assuntos bem atuais.

A última parte da peça foi encenada em nosso pátio interno,
e a plateia a assistiu desde o platô superior.


Foi muito interessante ver a montagem de cenários, iluminação, som, e oferecer o apoio possível tanto ao preparo quanto a apresentação da pequena peça. Torcemos para que outras iniciativas como esta possam ter lugar em nosso museu casa.

Nota Importante: a apresentação da peça ocorreu em três sessões na noite de domingo, e o público que visitou as exposições do Projeto HOBRA na C.C.M. Laurinda Santos Lobo foi convidado a participar da plateia, para a qual foram distribuídas senhas.

Leia mais sobre o Projeto HOBRA em sua página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar. Sua visita é muito importante para nós!