sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Reinauguração do Arquivo Histórico e Biblioteca


Nesta semana realizamos um pequeno evento interno, apenas para marcar uma mudança importante que, há muito, desejávamos realizar: a realocação de nossos Acervos Documental e Fotográfico, que agora compõem uma mesma área com nosso Acervo Bibliográfico. Os livros já se encontravam em uma sala de nossa Sede - a já conhecida "Casa de Bernardina" - e, ao reorganizá-los em nossas estantes, refazendo o layout, conseguimos uní-los às fotos e documentos que estavam em uma sala do Museu Casa.

A servidora Mercia Freire, uma das principais funcionárias envolvidas
na montagem do novo espaço, é agraciada pela Diretora Elaine.


Luis Antonio, Arquivista e Chefe de Serviço do Museu, também condecorado pela Direção.

Esta mudança - que praticamente não será percebida pelos pesquisadores que nos visitam - era, no entanto, um antigo projeto da equipe que lida diariamente com estes documentos. Bem protegidos e acondicionados, agora encontram-se guardados numa área de acesso mais fácil a nossos arquivista, conservador, historiador e pesquisadores/graduandos em História. Estamos retomando os estudos do microclima no local, principalmente dos índices de temperatura e umidade relativa do ar, para acompanharmos a adequação da documentação ao novo ambiente.

Mercia, Luis Antonio, Elaine Carrilho, José Marcos, o historiador Marcos Filipe
e os estagiários pesquisadores Murilo Haiter e Gabriela Correa, felizes em
seu novo espaço de trabalho.
É bom lembrar que nossa biblioteca conta com um total de 8.510 itens, sendo 691 Obras Raras pertencentes à biblioteca particular de Benjamin Constant, além de títulos da biblioteca do General Pery Constant Bevilaqua, neto de nosso patrono, e da Coleção Museu. Os assuntos abrangidos são importantes fontes para a História do Brasil, Positivismo, Educação de Cegos, Formação e desenvolvimento do Exército Brasileiro, Governo Provisório, Golpe de 64, Anistia, etc.

Nossa Diretora, Elaine Carrilho, no novo ambiente de guarda de acervos.

Já em nosso Acervo Documental e Fotográfico são encontrados mais de 26 mil documentos e 5 mil fotografias, organizados no chamados "Fundos" Benjamin Constant, José Bevilaqua (genro), Pery Constant Bevilaqua (neto) e Família Benjamin Constant, que envolvem documentos privados e oficiais de três gerações, tornando-o um repositório singular, totalmente inventariado e aberto a estudiosos de diversos temas. São itens raros que cobrem um período de tempo contínuo, desde 1837, data de nascimento de Benjamin Constant, até 1990, ano de falecimento de Pery Constant Bevilaqua. Todos os três acervos podem ser acessados por estudantes e pesquisadores, devendo-se, no entanto, efetuar agendamento para consulta.

Em primeiro plano, o Acervo Bibliográfico. Na sala ao fundo, o espaço para guarda de documentos e fotos.

Resultado do esforço e dedicação pessoais de nossos servidores, a organização, transporte e arrumação do novo espaço nos mostra que, mesmo nas pequenas mudanças, podemos obter ganhos substanciais em termos de conforto das pessoas no dia a dia, além de uma melhor proteção de raros itens que compõem nossos acervos, e que contam uma parte da história brasileira.

O Acervo documental e fotográfico agora em local definitivo, em nossa sede.


Notas: 
1 - Clique aqui para saber mais sobre os conteúdos dos Acervos Documental e Fotográfico de nosso Museu;
2 - Leia este post, para conhecer um pouquinho mais sobre estes acervos;
3 - Para agendar sua consulta a nosso Arquivo Histórico e Biblioteca, entre em contato com Marcos Lopes pelos telefones 3970-1168 ou 3970-1177.

2 comentários:

  1. EQUIPE PEQUENA MAS EFICIENTE. A CASA MUSEU BENJAMIM CONSTANT É QUEM GANHA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Adua. Obrigada por sua atenção e apoio constantes!

      Excluir

Obrigada por comentar. Sua visita é muito importante para nós!