quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Repensando verde


O início do evento, no salão da Casa de Bernardina.

Na última sexta feira tivemos um treinamento interno aqui no Museu. Organizado pelos colaboradores Mércia Freire, Henrique Filho e João de Oliveira, o tema central foi a sustentabilidade e seu título resume bem sobre o que conversamos: "Pequenas Atitudes por um Mundo Sustentável". Mércia e Henrique organizaram um bate papo para todos os funcionários, incluindo o pessoal terceirizado, mostrando as pequenas mudanças que cada um pode fazer em seu dia a dia para poupar o meio ambiente. Trata-se de uma conscientização e ao mesmo tempo uma descoberta de que, cada um, tem a seu alcance alguma forma de Reduzir, Reutilizar e Reciclar.

A iniciativa se pauta no programa da "Agenda Ambiental na Administração Pública", identificado como A3P, criado pelo Ministério do Meio Ambiente, que busca a construção de uma nova cultura institucional nos órgãos e entidades públicas e tem como objetivo estimular os gestores públicos a incorporar princípios e critérios de gestão socioambiental em suas atividades rotineiras.

Nossas lixeiras do parque: feitas em bambu e compartimentadas corretamente.

Assistimos a pequenos filmes mostrando atitudes sustentáveis, conhecemos um pouco mais sobre os "5Rs" (Repensar, Recusar , Reduzir, Reutilizar e Reciclar), coleta seletiva, reciclagem e compostagem, e reconhecemos as nossas próprias conquistas aqui mesmo, dentro do Museu. São mesmo pequenas atitudes que contam e entre estas as ações que já implementamos estão:

- A troca de todos os copos descartáveis - de água e de café - por xícaras: cada um tem a sua e cuida dela;

- A utilização de lixeiras que separam o lixo orgânico do lixo reciclável - papel, plástico e metal.

- Como não temos restaurantes próximos, praticamente todos trazemos nossas refeições de casa, e quando adquirimos uma "quentinha", normalmente enformada em papel alumínio, esvaziamos todo o recipiente e lavamos para que ele possa ser reciclado.

Detalhes como deixar as luzes acesas somente quando necessário, de se reutilizar o papel descartado da xerox e das impressões com algum erro, e de REPENSAR e RECUSAR - os novos "Rs" que, aos poucos, vão sendo incorporados ao antigo lema "Reduzir, Reutilizar e Reciclar" - o que ainda pode ser melhorado em nosso ambiente de trabalho focando o assunto, foram conversadas e debatidas por todos.

À esquerda, sementeira e canteiro de mudas e à direita, o berçário de mudas.

Ao fim do pequeno encontro fomos conhecer o trabalho que João de Oliveira está começando em nosso parque: uma composteira e um minhocário foram montados, com peças de bambu, para reaproveitar os resíduos orgânicos que geramos e que serão utilizados para adubar nossas plantas. Também foi montada uma sementeira, de onde sairão mudas plantadas aqui mesmo, e um berçário de mudas obtidas de espécies de nosso parque. Também aprendemos como montar arranjos simples feitos com garrafas PET reaproveitadas - que podem ser utilizadas de forma bastante criativa, por exemplo, em um muro, para quem tem pouco espaço - e arranjos com base em espuma floral.

Todos atentos à explicação sobre o plantio em garrafas PET.
Esta última parte será bastante aproveitada em atividades educativas focadas em sustentabilidade realizadas com os alunos das escolas que nos visitam. Nosso parque é um espaço dos melhores para desenvolver a consciência ambiental dos pequenos e aprender a reaproveitar as sobras como adubo, plantar e ver nascer uma nova plantinha é, certamente, um grande atrativo para as crianças.

Foi uma tarde das mais agradáveis e produtivas em nosso Museu e esperamos repeti-la muitas vezes, tanto para a própria equipe quanto para outros grupos que, aos poucos, iremos receber.